26 janeiro 2009

É possível acabar com as brigas na NHL?

Muito se discutiu sobre esse assunto durante o All Star Game...

...e segundo entrevista do comissário da NHL; Gary Bettman, durante o fim de semana do All Star Game, “ – Baseado nas conversas que tive com vários membros, incluindo jogadores, donos de equipe, diretores, técnicos, não acho que seja necessário abolir as brigas durante os jogos, pois existem muitas razões para ela, incluindo a de que ela faz parte do jogo”.

Bettman continuou dizendo que “ – A NHL irá examinar as brigas que forem acontecendo e terá que estudar algo antes de fazer mudanças, sé é que a NHL irá fazer alguma mudança.” “ – Acredito que a maioria dos nossos fans apreciam o aspecto do jogo, o que inclui as brigas”.

Mais uma vez esse assunto, sobre abolir as brigas da NHL volta à tona, cerca de 1 mês após a morte do jogador Don Sanderson, que entrou em coma após bater sua cabeça no gelo depois de uma briga disputada pela Ontário Hockey League (OHL), e menos de 24 horas após um jogador do Philadelphia Phantoms (AHL) ser hospitalizado após ter convulsões por cerca de 40 segundos depois de ter se envolvido em uma briga.

A Ontário Hockey League determinou que seja obrigatório que seus jogadores mantenham seus capacetes ao iniciarem uma briga.

Esse assunto é e sempre será motivo de muita polêmica tanto para a NHL, quanto para as equipes, e também para uma parte da imprensa e os fans. Para a NHL é um assunto cuidadoso, pois significaria acabar com uma tradição que “faz parte do jogo e da cultura do esporte”. Para as equipes, as brigas se fazem necessárias, pois é uma maneira dos jogadores se policiarem, evitando jogadas desleais por parte de jogadores que costumam jogar com excessivo rigor, buscando intimidar os jogadores mais técnicos.

Uma parte da imprensa e dos fans da NHL seriam a favor do término das brigas, pois assim o esporte seria melhor divulgado entre aqueles que consideram o hóquei no gelo como sendo um esporte muito violento (como é o caso do Brasil, onde a NHL é sempre mencionada como sendo um “circo de horrores”, mas para quem acompanha o esporte como nós, sabemos que não há diferença nenhuma entre uma briga durante uma partida de hóquei no gelo e uma briga entre torcedores de times de futebol. Curiosidade: morrem mais gente em decorrência de brigas de torcidas de futebol, do que jogadores de hóquei no gelo em decorrência de brigas durante as partidas, esses númeroa a imprensa brasileira não cita...estranho né???).

Aliás aqui vai um outro recado para a mídia?!? televisiva brasileira que pouco fala da NHL, e quando fala esse pouco, solta absurdos a respeito do esporte, sempre “ressaltando” a violência em que as partidas são disputadas, para esses, digo que o hóquei no gelo não é um esporte violento, e estranho o fato dessa mesma mídia?!? não se incomodar de levar ao ar não importando o horário do dia, nem a faixa etária, nem a classe social, manchetes de pessoas que morrem em filas de hospitais, pessoas que morrem de fome, a violência, o desemprego, a falta de oportunidade...gostaria realmente de saber em qual contexto a violência se aplica a essas pessoas, pois para mim, a violência está no mundo em que vivemos, e não no esporte em que amamos.

Foto: Herminio.blogs.sapo.pt

Antes da mídia censurar a algo, ela deveria censurar a si própria.

Marcelu realmente desabafou, e deixa claro que não é a favor das brigas na NHL, mas entende que faz parte da cultura do esporte e que a liga deveria usar mais de suspensões para casos específicos.

9 comentários:

Jonas Binelli disse...

Primeiro, parabéns a todos pelo blog. Que se continue tentando discutir esse esporte que tanto gostamos...

Mas vamos ao post. Primeiro, não faz sentido comparar as brigas no hockey com briga de torcidas. A NHL opta por permitir, e incentivar, se observamos o site da entidade, por exemplo, enquanto a FIFA ou a CBF não conseguem impedir as brigas de torcida, que está na esfera da polícia, não do esporte. Com Hospital e tals então...

Uma comparação válida é com as brigas entre jogadores de futebol, no campo, o que, sob este aspecto, torna o futebol esporte muita mais violento, porque as brigas NÃO são parte do esporte. O equivalente no Hockey seria espancar o adversário com o taco, ou dar uma voadora com o patins no rosto de alguém, coisa que não me lembro de ver na NHL. As atitudes que se aproximam disso são combatidas com multas e suspensões, muitas mais severas que no futebol.

Assim sou totalmente a favor das brigas, desde que se mantenha regras rígidas e se combatam quem as ultrapasse (como é feito), inclusive briga com quem visivelmente não quer se meter, como aconteceu com o goleiro filho do Patrick Roy naquela liga menor. Mas também tem que se aceitar que a briga é séria, e sempre vai ter gente se machucando gravemente e mesmo morrendo. É como corrida de automóvel, a morte é uma possibilidade aceita, embora sempre se tente diminuir essa probabilidade.

Um abraço.

26 de janeiro de 2009 14:14
Marcelu Ferreira disse...

Jonas, obrigado pelos elogios ao Blog. É sempre bom vermos os leitores expondo suas opiniões por aqui.

Bem, o que tentou se mostrar com essa comparação é: de que uma briga será sempre uma briga independente do motivo, citei o caso das torcidas de futebol, pelo motivo de achar que é um caso que não será banido do futebol brasileiro, assim como acho difícil as brigas serem banidas da NHL.

Respeito sua opinião meu amigo.

Abraço.

26 de janeiro de 2009 14:56
Philippe disse...

Excelente post e falou tudo o que um verdadeiro torcedor acha sobre a midia brasileira...

e se toda vez que falasse mal amostrassm um tp 10 gol ou top 10 saves.... eu acho ue o futbol seria uma segunda paixao nacional...

Ja que mais da metade da populaçao brasileira é influenciada pela tv..

27 de janeiro de 2009 18:23
Eduardo Costa disse...

Só mostram qdo há uma "desgraça". É mesmo lamentável.

31 de janeiro de 2009 02:04
Gabriel disse...

Infelizmente, a imagem do esporte no nosso país é essa mesmo; sempre que alguem me vê com uma camisa dos Habs e descobre que é de hockey ("eu só conheço aquele time do pato"), comentam o quão legal é hockey porque os caras se arrebentam.

O contato físico do jogo é um aspecto fundamental e constante, assim como a briga, mas por mais que eu goste de ver o Laraque respeitosamente sentando o cacete nos outros (como naquela famosa captação de áudio em que ele diz "Wanna go? Ok, good luck man", combinando cordialmente a briga antes de começá-la), ainda me empolgo mais ao ver as barbaridade que aquele cidadão Ovechkin é capaz de fazer com o disco - ontem mesmo ele marcou um contra meus Habs que foi um absurdo.

As brigas não devem ser combatidas na NHL porque na maior parte das vezes elas são amistosas - por mais ridículo que isso possa soar. Como Jonas comentou, se fossem brigas por ódio e não como estratégia de jogo, iriam dar voadoras com os patins uns nos outros.

Excelente blog, não sei como só fui descobrir hoje! Já virei leitor fiel.

Gabriel A.T, torcedor do centenário Club de Hockey Canadien e do igualmente centenário Sport Club Internacional, amargando o dia seguinte de duas derrotas :(

19 de fevereiro de 2009 09:06
Marcelu Ferreira disse...

Gabriel, muito origado pelo elogio ao Blog!

Bom saber que o blog ganhou mais um leitor fiel...

Abraço!!

19 de fevereiro de 2009 10:56
bruno disse...

Vou começar a ler esse blog sempre!
ele é muito bom!

23 de junho de 2009 13:50
R.Rodriguez disse...

Absolutamente degradante lutas dentro do esporte, nivela o jogador ao macaco irracional e agressivo.

Para quem quer lutar existe boxe e MMA, parar um jogo para os dementes se espancarem apenas suja a imagem do esporte.

Pior ainda quando um torcedor de nível moral baixo com o americano tem um produto desse a sua disposição: pancadaria sem luvas com anuência do juíz. Claro é recorde de vendas, mas não passa de babaquice.

Futebol é muito mais esporte que esse jogo, não há comparações, ademais briga de torcidas é algo animalesco, mas briga de jogadores permitida pela REGRA (autoridades) é algo muito pior.

4 de julho de 2011 12:41
R.Rodriguez disse...

Absolutamente degradante lutas dentro do esporte, nivela o jogador ao macaco irracional e agressivo.

Para quem quer lutar existe boxe e MMA, parar um jogo para os dementes se espancarem apenas suja a imagem do esporte.

Pior ainda quando um torcedor de nível moral baixo com o americano tem um produto desse a sua disposição: pancadaria sem luvas com anuência do juíz. Claro é recorde de vendas, mas não passa de babaquice.

Futebol é muito mais esporte que esse jogo, não há comparações, ademais briga de torcidas é algo animalesco, mas briga de jogadores permitida pela REGRA (autoridades) é algo muito pior.

4 de julho de 2011 12:41
COPYRIGHT 2007/2009 - BLOG NHL BRASIL - POLÍTICA DE PRIVACIDADE